DISCERNINDO O CORPO DE CRISTO.

 

DISCERNINDO O CORPO DE CRISTO.

1 Corintios 11-17-32  

 

 Graça e paz, amados e amadas em Cristo Jesus!

 

Para se entender esse artigo, é necessário que você leia todo o texto bíblico abaixo.

 

‘’Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior.

Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio.

E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós.

De sorte que, quando vos ajuntais num lugar, não é para comer a ceia do Senhor.
Porque, comendo, cada um toma antecipadamente a sua própria ceia; e assim um tem fome e outro embriaga-se.
Não tendes porventura casas para comer e para beber? Ou desprezais a igreja de Deus, e envergonhais os que nada têm? Que vos direi? Louvar-vos-ei? Nisto não vos louvo.’’  1 Coríntios 11:17-22

 

’Portanto, qualquer que comer este pão, ou beber o cálice do Senhor indignamente, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.

Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e assim coma deste pão e beba deste cálice.
Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor.
Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem.
Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados.
Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.’’
 1 Coríntios 11:27-32

 

Durante toda minha vida eu quis saber o que era discernir o corpo do Senhor, o que quer dizer tomar a ceia indignamente.  Como costumo dizer, a Bíblia traduz-se por ela mesmo, basta ler os versos anteriores e posteriores que ela mesma vai se explicar.

 

Durante minha infância eu ouvi muito acerca do tomar a ceia indignamente. Muitos diziam que nesse dia ninguém podia se aborrecer, discutir com o esposo/esposa, bater nos filhos, e outras coisas parecidas. No dia da ceia eu via uma hipocrisia tremenda dentro da igreja, com pessoas com cara de super santas e certinhas, que pareciam que nunca haviam cometido pecados e que depois da ceia nunca mais iriam cometer, mas tudo era só naquele dia

 

Só que 1 Coríntios 11-17 mostra-nos verdadeiramente o que é o corpo do Senhor, o que é participar do memorial da Ceia indignamente e o que estava acontecendo na igreja de Corinto, a ponto do Apóstolo Paulo ter que falar que eles estavam tomando a ceia sem discernir o corpo do Senhor.

 

Vemos no verso 17 que ele começa com uma exortação, dizendo que não ia falar bem sobre eles, pois quando eles se reuniam como igreja (corpo do Senhor),  cometiam as maiores atrocidades uns contra os outros. Havia ali naquela igreja, partido (conhecido como ‘’panelinha’’ hoje),  brigas, contendas, calúnias, difamações e outros parecidos.

 

Ou seja, toda vez que os cristãos de Corinto reuniam-se era para promover contendas, brigas, ‘’disse-me-disse’’, calúnias e dissensões.  Cada grupo dizia ser de um apóstolo diferente e melhor do que o outro. Eles desprezavam os mais pobres e não repartiam seus bens com os mais necessitados. Os ricos sobressaíam-se e faziam pouco caso dos mais pobres naquela igreja.

 

O Apóstolo Paulo diz então que não os louva, não os exalta, e não iria falar bem deles, por causa de todas as heresias cometidas naquela congregação. Muitos em nossos dias pensam que heresias são somente ensinamentos perniciosos dentro da igreja como: Exp: Demarcar território urinando como leão nos 4 cantos da cidade, ou que não existe uma triunidade na Divindade, mas não é só isso que a bíblia chama de heresia. A bíblia diz que brigas, calunias, divisões, desobediências também são heresias.

Na igreja de Corinto eles lutavam, desprezavam, maltratavam e caluniavam uns aos outros.  (Hoje se nós falarmos como o Apóstolo Paulo dirigiu-se a essa igreja, somos tidos como  escandalizadores da obra de Deus.  Dizem que devemos somente orar ao invés de falar, e estamos julgando.)

                                      

Assim começa o Apóstolo Paulo a falar a essa igreja sobre o corpo do Senhor. Nós sabemos que a igreja é o corpo do Senhor aqui na terra, e é sobre esse assunto que quero tratar nesse artigo.

 

Ali na igreja de Corinto, os fiéis não se juntavam para o melhor, glorificar a Deus, edificar e consolar uns aos outros, mas sim, para o pior e, até mesmo, escandalizarem o nome do Senhor Jesus naquela cidade. Eles não estavam discernindo o corpo do Senhor. Eles deixaram de compreender que o corpo do Senhor é composto de vários membros e órgãos, e todos os membros e órgãos são necessários para a função do corpo, mesmo os menores e aparentemente mais insignificantes membros  ou órgãos são importantes, necessários e precisam uns dos outros para o perfeito funcionamento do corpo. Mas o povo da igreja de Corinto não percebia isso e não praticava essa união, ao contrário, um desprezava e humilhava o outro.

 

Nos versos seguintes, Paulo fala da ceia, pois em toda reunião dos cristãos primitivos repartia-se o pão e celebrava-se esta e todo domingo havia a ceia em memória de Cristo.   O Apóstolo Paulo quis mostrar aos coríntios que aquele pão que eles comiam e aquele vinho que eles bebiam, simbolizava a união perfeita do corpo de Cristo e também o novo pacto em sua morte.

 

 

Quando os cristãos de Corinto participavam do memorial da ceia, estando em brigas, contentas, calúnias, maledicências, partidos (‘’panelinhas’’, divisões), mentiras, difamações e desprezando os mais pobres da congregação, Paulo dizia que eles estavam tomando da comunhão do corpo de Cristo indignamente, ou seja, eles não eram dignos de tomar daquele memorial, pois aquele memorial indicava a morte de Cristo, a nova aliança e a comunhão perfeita do todo corpo de Cristo, onde aquele memorial apontava que um deveria ser dependente do outro, afinal ninguém iria cortar seu próprio pé, braço ou arrancar seu próprio fígado.

 

A ceia indicava justamente isso. A comunhão do corpo em plena unidade e concordância.  Para quem não sabe, no Oriente Médio só participavam das refeições a família, parentes e amigos muito chegados. A alimentação coletiva entre familiares e amigos chegados mostrava a união que uns tinham com os outros, e todos comiam sempre no mesmo prato sem medo de bactérias ou doenças. Aquilo mostrava a verdadeira união, respeito, consideração e amor que uns tinham pelos outros. Estranhos dificilmente participavam das refeições junto com a família.

 

Agora o Apóstolo Paulo vê a igreja de Corinto participando do memorial da comunhão do corpo, estando um contra o outro, um falando mal do outro, um caluniando o outro, um desprezando o outro e se achando melhor e maior do que o outro. Isso leva o Apóstolo a uma grande tristeza e, inspirado pelo Espirito Santo, uma sentença é aplicada sobre quem divide, calunia, despreza, persegue alguém que pertence ao corpo de Cristo.

 

E a sentença está nos versos 28 ao 32, e essa sentença diz que quem comer do pão e beber do vinho que simbolizam o sangue e o corpo do

Senhor indignamente,  caluniando, fazendo ‘’panelinha’’ dentro da igreja, perseguindo ou desprezando outro irmão, será culpado do corpo e do sangue do Senhor.  Ele diz que muitos vão ficar fracos, doentes e vão chegar a morrer por causa de tal ato, de não saberem discernir o corpo do Senhor, que é plena união, perdão, amor, respeito e acolhimento.

 

Esse juízo virá sobre o crente para o mesmo não perder sua salvação. Veja no verso 32 que quando Deus permite fraqueza, doença e até a morte do crente, Ele o permite para que o crente em um leito possa reconhecer seus pecados e vir a ser salvo, não sendo assim condenado com o mundo.

 

Eu conheci muitos cristãos que pintaram o sete na igreja, aprontaram com pastores e irmãos, e de repente ficaram no leito de morte. Ali mandaram chamar o pastor, o irmão e arrependeram-se e morreram.

Tais palavras do Apóstolo Paulo estão em completo acordo com as palavras de Jesus em Mateus 5:23.

 

‘’Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,

Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.

Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.

Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.’’ Mateus 5:23-26

 

Jesus não quer que seu corpo seja dividido, um fale mal, calunie, persiga ou despreze o outro. Jesus quer que seu corpo (igreja) tenha plena comunhão e que cada um de nós seja humilde o bastante para pedir perdão e reconhecer seus erros.  Quando forem cometidos erros contra um irmão, humilhemo-nos pedindo e liberando perdão. Nós, cristãos, recebemos um espírito humilde vindo de Deus. O Espírito Santo que recebemos, coloca-nos o sentimento de humilhação, de perdão, de liberação de perdão. Se alguém diz-se cristão e não é capaz de pedir perdão, perdoar, parar de caluniar o outro, fazer ‘’panelinha’’ dentro da igreja,  desprezar os demais por ter uma educação maior, esse tal não pertence ao Senhor, pois o Espírito Santo conduz-nos a sermos verdadeiros discípulos de Jesus e a Bíblia diz que quem não tem o Espírito Santo, esse tal não é de Cristo.

 

‘’Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.’’ Romanos 8:9.

 Conclusão:

Discernir o corpo de Cristo é saber que cada cristão é igual ao outro, não importa a elevada educação que possua, e que no ajuntamento dos crentes, ninguém é maior ou melhor.

 

Discernir o corpo de Cristo é saber que a perfeita união do corpo faz com que este corpo funcione perfeitamente, e que logo um irmão não pode caluniar, perseguir, afrontar, ridicularizar, desprezar, mentir e contender com outro irmão, seja ele quem for.

 

Discernir o corpo de Cristo é saber que todo tipo de partido (divisão ou ‘’panelinha’’) não provêm de Deus, e isto prejudica o bom funcionamento do corpo, pois causa separações, prejudicando assim todo o corpo Cristo que é a igreja.

 

Discernir o corpo de Cristo é estar em plena comunhão com todos os cristãos da face da terra, tendo-os como irmãos, sendo humilde o bastante pra reconhecer seus erros e pecados contra um membro do corpo, e o mais que depressa procurá-lo para pedir perdão e estabelecer a plena comunhão.

 

Quem participa do memorial da ceia sem saber o significado pleno do corpo de Cristo que é: unão plena, será culpado de desprezar, dividir e matar esse corpo, e daí poderão vir as enfermidades e até a morte para que este cristão arrependa-se e seja salvo no último dia, não sendo assim condenado com o mundo.

 

‘’Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei.

E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.

Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.

Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.’’ Gálatas 5:22-26

Quem não tem o fruto do Espírito gerado em si, esse tal não pertence ao Senhor.   

 

caros irmãos, absolutamente tudo o que for verdadeiro, tudo o que for honesto, tudo o que for justo, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, nisso pensai.  Filipenses 4:8

No verso acima o Apostolo Paulo nos convida a somente pensar coisas boas a cerca de nossos irmãos em Cristo

 

Deus lhes abençoe.

Reginaldo Torres

 

 

 

Login/Administrar

Acesso para administrar o site.

Número de Visitas

041284
Hoje
Ontem
Esta semana
Há uma semana
Este mês
Há um mês
Total
22
32
117
40945
413
977
41284
Seu Ip: 54.196.201.241
Hora: 12:48:08 - 13-12-2017

Neste momento...

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online

© Copyright 2014-2017 Igreja Evangéica Sinais e Prodigíos. Oslo/Noruega Pastores Reginaldo e Kristin. Desenvolvido Por Rodrigo Queiroz.